«Creio para compreender e compreendo para crer melhor» (Santo Agostinho, Sermão 43, 7, 9) (Santo Agostinho, Sermão 43, 7, 9)

28
Jun 09

Vídeo em espanhol

 

No encontro dominical com os milhares de fiéis congregados na Praça de São Pedro para a recitação do Angelus do meio dia Bento XVI anunciou que com a celebração das primeiras Vésperas dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo que presidirá esta tarde na Basílica de São Paulo Fora de Muros, se encerra o Ano Paulino, convocado no bimilenario do nascimento do Apóstolos dos gentios.
 
“Foi um verdadeiro tempo de graça no qual, mediante as peregrinações, as catequeses, numerosas publicações e varias iniciativas, a figura de São Paulo foi reproposta na Igreja inteira e a sua vibrante mensagem reavivou por todo o lado nas comunidades cristãs, a paixão por Cristo e pelo Evangelho. Portanto, demos graças a Deus pelo Ano Paulino e por todos os dons espirituais que ele nos trouxe.”
 
O Santo Padre recordou ainda que a divina Providencia dispôs que precisamente há poucos dias, a 19 de Junho, solenidade do Sagrado Coração de Jesus, foi inaugurado um outro ano especial, o Ano Sacerdotal, por ocasião dos 150 anos da morte – dies natalis - de João Maria Vianney o Santo Cura d’Ars.
 
Um ulterior impulso espiritual e pastoral que, - tenho a certeza - não deixará de trazer tantos benefícios para o povo cristão e especialmente para o clero.
 
Bento XVI salientou depois a finalidade deste Ano Sacerdotal:
 
“tem como objectivo promover o empenho de renovação interior de todos os padres, para um seu testemunho evangélico mais forte e incisivo, no mundo de hoje. O apóstolo Paulo constitui a propósito, um modelo esplêndido para imitar , não tanto no aspecto concreto da vida – a sua de facto foi verdadeiramente extraordinária – mas no amor por Cristo, no zelo pelo anuncio do Evangelho, na dedicação ás comunidades, na elaboração de sínteses eficazes de teologia pastoral. São Paulo é exemplo de sacerdote totalmente identificado com o seu ministério - como será também o Santo Cura d’Ars – consciente de trazer um tesouro inestimável, isto é a mensagem da salvação, mas de trazê-lo num vaso de barro; portanto ele é forte e humilde, ao mesmo tempo, intimamente persuadido que tudo é mérito de Deus, tudo é sua graça…..o presbítero – salientou o Papa – deve ser inteiramente de Cristo e inteiramente da Igreja, á qual á chamado a dedicar-se com amor indivisível , como um esposo fiei em relação á sua esposa.
 
Queridos amigos – disse Bento XVI a concluir – com a dos santos Apóstolos Pedro e Paulo, invoquemos agora a intercessão da Virgem Maria, para que obtenha do Senhor bênçãos abundantes para os sacerdotes durante este Ano Sacerdotal há pouco iniciado.
 
“Nossa Senhora, que São João Maria Vianey tanto amou e fez amar pelos seus paroquianos, ajude cada sacerdote a reavivar o dom de Deus que se encontra nele em virtude da sua ordenação, de maneira que cresça na santidade e esteja pronto para testemunhar, se necessário até ao martírio, a beleza da sua total e definitiva consagração a Cristo e á Igreja
 
 
(Fonte: site Radio Vaticana)
publicado por spedeus às 14:53

«Dá "toda" a glória a Deus. - "Espreme" com a tua vontade, ajudado pela graça, cada uma das tuas acções, para que nelas não fique nada que cheire a humana soberba, a complacência do teu "eu".» São Josemaría Escrivá – Caminho, 784 O ‘Spe Deus’ tem evidentemente um autor que normalmente assina JPR e que caso se justifique poderá assinar com o seu nome próprio, mas como o verdadeiramente importante é Deus na sua forma Trinitária, a Virgem Santíssima, a Igreja Católica e os seus ensinamentos, optou-se pela discrição.
NUNC COEPI - Blogue sugerido para questões de formação, doutrina, reflexões e comportamento humano
http://amexiaalves-nunccoepi.blogspot.com/
subscrever feeds
links
pesquisar neste blog
 
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

blogs SAPO