«Creio para compreender e compreendo para crer melhor» (Santo Agostinho, Sermão 43, 7, 9) (Santo Agostinho, Sermão 43, 7, 9)

28
Set 09

Com o regresso a Roma, ao fim da tarde desta segunda-feira, concluiu-se a décima terceira viagem apostólica de Bento XVI, que o levou, de 26 a 28 de Setembro, à República Checa. No discurso final, de despedida, no aeroporto, Bento XVI, para além dos devidos agradecimentos pelo acolhimento recebido e pelo empenho de todos pelo bom êxito da visita, passou rapidamente em resenha os diversos momentos do programa. Para além das celebrações eucarísticas em Brno e em Stara Boleslav e das vésperas na catedral de Braga, o Papa fez questão de sublinhar especialmente três outros encontros: com os delegados das diversas confissões cristãs, com a comunidade universitária e com os jovens.
 
“O encontro com as outras comunidades cristãs – observou – trouxe-me ao espírito a importância do diálogo ecuménico nesta terra que muito sofreu com as consequências da divisão religiosa nos tempos da Guerra dos Trinta Anos. Muito se fez já para cicatrizar as feridas do passado, e têm-se dado passos decisivos no caminho da reconciliação e da verdadeira unidade em Cristo”.
 
 E precisamente, “para consolidar mais ainda estes sólidos alicerces – prosseguiu Bento XVI, a comunidade académica tem um importante papel a desempenhar, através de uma busca da verdade, livre de qualquer compromisso. Foi com prazer que tive a oportunidade de me deter com representantes das Universidades do país, exprimindo a minha estima pela nobre vocação a que dedicam a sua vida”.
 
Finalmente, uma referência muito particular ao encontro com os jovens, por ocasião da Missa celebrada no dia de São Venceslau. “Foi com muito gosto que me encontrei com os jovens, para os encorajar (disse o Papa) a edificarem sobre o melhor das tradições desta nação, particularmente da sua herança cristã”.
 
E Bento XVI concluiu as suas palavras de despedida de Praga citando uma frase atribuída a Kafka: “O que mantém a capacidade de ver a beleza nunca envelhece”. “Se os nossos olhos permanecerem despertos para a beleza da Criação divina, e os nossos espíritos para a sua verdade, temos então a esperança de permanecer jovens e de construir um mundo que reflicta algo da beleza divina, inspirando as gerações futuras a fazerem outro tanto” – concluiu o Papa.
 
 
(Fonte: site Radio Vaticana)

publicado por spedeus às 18:24

«Dá "toda" a glória a Deus. - "Espreme" com a tua vontade, ajudado pela graça, cada uma das tuas acções, para que nelas não fique nada que cheire a humana soberba, a complacência do teu "eu".» São Josemaría Escrivá – Caminho, 784 O ‘Spe Deus’ tem evidentemente um autor que normalmente assina JPR e que caso se justifique poderá assinar com o seu nome próprio, mas como o verdadeiramente importante é Deus na sua forma Trinitária, a Virgem Santíssima, a Igreja Católica e os seus ensinamentos, optou-se pela discrição.
NUNC COEPI - Blogue sugerido para questões de formação, doutrina, reflexões e comportamento humano
http://amexiaalves-nunccoepi.blogspot.com/
subscrever feeds
links
pesquisar neste blog
 
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

blogs SAPO