«Creio para compreender e compreendo para crer melhor» (Santo Agostinho, Sermão 43, 7, 9) (Santo Agostinho, Sermão 43, 7, 9)

29
Mar 10
O Presidente do Pontifício Conselho para a Cultura, D. Gianfranco Ravasi, assinalou que no último encontro do Papa Bento XVI com os artistas, “muitos deles nos pediram explicitamente renovar a colaboração e voltar a elaborar projectos comuns” com a Igreja.

“Acolhendo os numerosos artistas, procedentes dos diferentes continentes, percebemos claramente seu desejo e sua vontade de confrontar-se com a Igreja e com seu património espiritual, ideal e cultural, retomando o diálogo interrompido ou fragmentário da última fase histórica”, expressou o Prelado em diálogo com Gustavo Villavicencio, do jornal El Mercurio do Chile.

No diálogo, D. Ravasi assinalou que actualmente os cristãos estão menos presentes no mundo da arte, “comparado a outros momentos históricos”, devido a dois motivos fundamentais.

“Por uma parte, a Igreja, pensemos sobre tudo nos últimos dois séculos, encerrou-se às vezes em si mesma, desinteressando-se dos fenómenos culturais e das tendências que actuam intensamente nas pessoas e nas consciências; por outro lado, não faltaram, e não faltam ainda, correntes filosóficas, políticas, económicas e culturais que obstaculizam a acção da Igreja e actuam para marginá-la e privá-la de qualquer possibilidade de comunicação e intervenção nas sociedades”, indicou.

A autoridade da Santa Sé destacou a importância do decoro na arte e a liturgia e explicou que “na história da Igreja e da arte cristã encontramos duas correntes fundamentais, ambas importantes e certamente complementares: uma primeira corrente sustenta que a beleza e a riqueza das obras de arte reenvia à Beleza mesma de Deus”.

“A outra, em troca, propõe a essencialidade e a simplicidade das formas para que emirja ainda mais a absoluta beleza de Deus. Evidentemente, as duas possibilidades correspondem a sensibilidades e contextos culturais e artísticos diferentes”, finalizou.

(Fonte: ‘ACI Digital’)
publicado por spedeus às 00:04

«Dá "toda" a glória a Deus. - "Espreme" com a tua vontade, ajudado pela graça, cada uma das tuas acções, para que nelas não fique nada que cheire a humana soberba, a complacência do teu "eu".» São Josemaría Escrivá – Caminho, 784 O ‘Spe Deus’ tem evidentemente um autor que normalmente assina JPR e que caso se justifique poderá assinar com o seu nome próprio, mas como o verdadeiramente importante é Deus na sua forma Trinitária, a Virgem Santíssima, a Igreja Católica e os seus ensinamentos, optou-se pela discrição.
NUNC COEPI - Blogue sugerido para questões de formação, doutrina, reflexões e comportamento humano
http://amexiaalves-nunccoepi.blogspot.com/
subscrever feeds
links
pesquisar neste blog
 
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

blogs SAPO