«Creio para compreender e compreendo para crer melhor» (Santo Agostinho, Sermão 43, 7, 9) (Santo Agostinho, Sermão 43, 7, 9)

01
Dez 09

Honrar Nossa Senhora, na sua invocação de Imaculada Conceição, suscita entre os fiéis cristãos muitas e boas manifestações de piedade. A Novena é uma delas. Durante nove dias, na Missa das 18.30h da tarde (Domingo, 6/12, e 3ª Feira, 8/12, na Missa das 19.00h) as homilias versarão temas diversos, sempre fundamentados no exemplo e na santidade da Virgem Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe. Eis os temas:

• 2ª F., 30/11: Vocação
• 3ª F., 01/12: Humildade
• 4ª F., 02/12: Espírito de serviço
• 5ª F., 03/12: Obediência
• 6ª F., 04/12: Fé; Sáb., 05/12: Oração
• Dom, 06/12: Apostolado
• 2ª F., 07/12: Santa Pureza
• 3ª F., 08/12: Caridade

Obs. - No final da Santa Missa, entoar-se-á um cântico mariano.

(Fonte: site Paróquia de Telheiras)
publicado por spedeus às 10:05

publicado por spedeus às 10:00

Papa escreveu ao Patriarca ecuménico do Constantinopla, Bartolomeu I

Bento XVI escreveu ao Patriarca ecuménico do Constantinopla, Bartolomeu I, destacando os campos de acção comum abertos no diálogo entre católicos e ortodoxos.

Na tradicional mensagem que assinala a festa de Santo André, padroeiro do Patriarcado, o Papa fala da importância do “testemunho conjunto ao serviço da humanidade, sobretudo defendendo a dignidade da pessoa e afirmando os valores éticos fundamentais, promovendo, ao mesmo tempo, a justiça e a paz”.

Ambas as Igrejas, acrescentou, “podem cooperar na sensibilização a respeito da responsabilidade da humanidade na salvaguarda da criação”.

A mensagem foi entregue pessoalmente pelo Cardeal Walter Kasper, presidente do Conselho Pontifício para a promoção da unidade dos cristãos, que visita Istambul por ocasião desta festa, celebrada anualmente a 30 de Novembro.

Para Bento XVI, o testemunho comum de fé dos cristãos é cada vez mais necessário, face aos “complexos” desafios que eles enfrentam nos nossos dias.

“As nossas Igrejas comprometeram-se sinceramente, nas últimas décadas, a prosseguir o caminho que leva ao restabelecimento da plena comunhão”, assinala, sublinhando os “muitos passos que tornaram possível o aprofundamento dos laços comuns”.

Neste caminho, houve lugar para a discussão em volta do papel do Papa, que a Igreja Católica entende como “um dom do Senhor à sua Igreja”.

“Este ministério não deve interpretar-se segundo uma perspectiva de poder, mas dentro de uma eclesiologia de comunhão, como serviço à unidade na verdade e na caridade”, escreve Bento XVI.
Por isso, apela, é fundamental “procurar juntos, inspirados pelo modelo do primeiro milénio, as formas em que o ministério do Bispo de Roma possa cumprir um serviço de amor reconhecido por todos”.

(Fonte: site Agência Ecclesia)
publicado por spedeus às 09:00

Escreve: “Não queiras ser grande. – Criança, criança sempre, ainda que morras de velho. – Quando um menino tropeça e cai, ninguém estranha…, seu pai apressa-se a levantá-lo.
Quando quem tropeça e cai é adulto, o primeiro movimento é de riso. – Às vezes, passado esse primeiro ímpeto, o ridículo cede lugar à piedade. – Mas os adultos têm de se levantar sozinhos.
A tua triste experiência quotidiana está cheia de tropeços e de quedas. Que seria de ti se não fosses cada vez mais pequeno?
Não queiras ser grande, mas menino. Para que, quando tropeçares, te levante a mão de teu Pai-Deus”.

(Fonte: http://www.pt.josemariaescriva.info/artigo/1-12-5)
publicado por spedeus às 08:20

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5410008100007506290" />
Por um mundo mais justo e fraterno é o lema da campanha "Presentes Solidários", que a Fundação Evangelização e Culturas promove pelo 4º ano consecutivo.

Com o mesmo presente pode fazer sorrir um amigo, e contribuir para melhorar a vida de alguém em Angola, na Guiné, ou Timor. São presentes diferentes, que não se encontram nas lojas, mas podem melhorar a vida dos mais desfavorecidos nos países de língua portuguesa.

Há um "presente solidário" por cada país, escolhido de acordo com as necessidades locais, segundo explica Emanuel Oliveira. “Os parceiros no terreno, com os quais trabalhamos, identificam algumas dificuldades das comunidades locais e fazem-lhes chegar estes presentes solidários.”

Os presentes deste ano estão num catálogo que pode consultar na Internet em http://www.presentessolidarios.pt/ onde pode encontrar todas as informações e fazer a encomenda.

“Vai receber depois um postal comprovativo da compra e que pode oferecer a um amigo ou familiar por isso esta campanha se designa «dar a duplicar». Por exemplo, compro leite para uma criança na Guiné, recebe-se em troca um postal, que posso dar a um amigo ou a um familiar, para indicar que esse presente foi dado em seu nome”, diz Emanuel Oliveira.

A campanha dura até ao Dia de Reis e a Fundação Evangelização e Culturas espera ultrapassar este ano os 4 mil 195 presentes de 2008, ajudando pessoas, famílias ou comunidades desfavorecidas nos países de língua portuguesa.

(Fonte: site Rádio Renascença)
publicado por spedeus às 00:07

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5409950279670251938" />
D. António Vitalino sugere «presentes solidários» para marcar a diferença

O Bispo de Beja convidou os cristãos a marcarem a diferença na preparação para o Natal, lembrando que “em muitos lados se voltou aos tempos pré-cristãos, à festa do sol e da luz, na mudança de solstício” e “noutras partes fica-se pela festa da família e dos presentes, o que é bem visto pelo comércio”.

Na sua nota semanal para a «Rádio Pax», D. António Vitalino deixa algumas sugestões para a celebração do Advento, tempo litúrgico que antecede o Natal no calendário católico, convidando a fazer “alguns presentes solidários através de instituições que se dedicam aos mais pobres deste mundo, como são as instituições de solidariedade social, as Caritas, as Conferências de S. Vicente de Paulo, a Fundação Evangelização e Culturas, ou até directamente junto de algum vizinho cujas dificuldades conhecemos pessoalmente”.

Segundo o Bispo de Beja, devemos “fortalecer a nossa esperança em tempo de Advento e prepararmos a festa do Natal, como vinda da fonte da luz ao mundo das trevas”.

Nesse sentido, sugere ainda “a leitura meditativa e orante dos textos que a oração da Igreja nos propõe, acompanhada de alguma música ou cântico da tradição musical da Igreja para as celebrações deste tempo do Advento”. “Podemos dedicar algum do nosso tempo a escutar os outros, a começar pelos membros da nossa família ou em tarefas de voluntariado, como neste fim-de-semana o fizeram milhares de portugueses, sendo a maioria jovens, no trabalho do Banco alimentar contra a fome”, acrescenta.

A Igreja, diz D. António Vitalino, “tem o dever de contribuir para a construção dessa nova sociedade: da partilha, da solidariedade, da transparência”.

(Fonte: site Agência Ecclesia)
publicado por spedeus às 00:07

publicado por spedeus às 00:06

Um dos últimos temas compostos por Freddie Mercury, morto doente de SIDA, em cuja letra se reconhece que uma vida desregrada nos conduz à morte

publicado por spedeus às 00:05

publicado por spedeus às 00:04

publicado por spedeus às 00:03

publicado por spedeus às 00:02

São Carlos Borromeu (1538-1584), bispo
Carta pastoral (a partir da trad. Ed. Lyon 1684)

«Felizes os olhos que vêem o que estais a ver»

Eis, meus bem-amados, esse tempo celebrado com tanto fervor, e que é, como diz o Espírito Santo, um tempo de favor divino (Is 61, l2; Lc 4, 19), um período de salvação, de paz e de reconciliação; tempo desde há muito ardentemente desejado pelos antigos profetas e patriarcas, em seus votos e suas mais profundas aspirações, e que foi finalmente visto pelo justo Simeão com uma alegria transbordante (Lc 2, 26ss). Como foi sempre celebrado com tanto fervor pela Igreja, devemos nós próprios contemplá-lo nos louvores e nas acções de graças dirigidas ao Pai eterno, misericórdia que manifestou neste mistério.

Sendo em cada ano revivido pela Igreja, somos exortados a recordar constantemente a memória de tanto amor para connosco. O que nos faz aprender, também, que a vinda de Cristo não aproveitou apenas àqueles que viviam na época do Salvador, mas que a Sua força deveria ser comunicada igualmente a todos nós; contanto que, por meio da fé e dos sacramentos, queiramos acolher a graça que Ele nos concedeu e conduzir a vida segundo essa graça, obedecendo-Lhe.

(Fonte: Evangelho Quotidiano)
publicado por spedeus às 00:01

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5388812422354362274" />
São Lucas 10,21-24

Nesse mesmo instante, Jesus estremeceu de alegria sob a acção do Espírito Santo e disse: «Bendigo-te, ó Pai, Senhor do Céu e da Terra, porque escondeste estas coisas aos sábios e aos inteligentes e as revelaste aos pequeninos. Sim, Pai, porque assim foi do teu agrado.
Tudo me foi entregue por meu Pai; e ninguém conhece quem é o Filho senão o Pai, nem quem é o Pai senão o Filho e aquele a quem o Filho houver por bem revelar-lho.»
Voltando-se, depois, para os discípulos, disse-lhes em particular: «Felizes os olhos que vêem o que estais a ver.
Porque digo-vos muitos profetas e reis quiseram ver o que vedes e não o viram, ouvir o que ouvis e não o ouviram!»

(Fonte: Evangelho Quotidiano)
publicado por spedeus às 00:00

«Dá "toda" a glória a Deus. - "Espreme" com a tua vontade, ajudado pela graça, cada uma das tuas acções, para que nelas não fique nada que cheire a humana soberba, a complacência do teu "eu".» São Josemaría Escrivá – Caminho, 784 O ‘Spe Deus’ tem evidentemente um autor que normalmente assina JPR e que caso se justifique poderá assinar com o seu nome próprio, mas como o verdadeiramente importante é Deus na sua forma Trinitária, a Virgem Santíssima, a Igreja Católica e os seus ensinamentos, optou-se pela discrição.
NUNC COEPI - Blogue sugerido para questões de formação, doutrina, reflexões e comportamento humano
http://amexiaalves-nunccoepi.blogspot.com/
subscrever feeds
links
pesquisar neste blog
 
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

blogs SAPO