«Creio para compreender e compreendo para crer melhor» (Santo Agostinho, Sermão 43, 7, 9) (Santo Agostinho, Sermão 43, 7, 9)

31
Mai 10

EXCERTOS DISCURSO DE SUA SANTIDADE O PAPA BENTO XVI
À 24ª SESSÃO PLENÁRIA DO CONSELHO PONTIFÍCIO PARA OS LEIGOS


Consistório
Sexta-feira, 21 Maio 2010


É também o dever da comunidade dos leigos participar activamente e consistentemente na vida política, em acordo com os ensinamentos da Igreja, trazendo as suas razões bem fundadas e ideais elevados ao debate democrático, e na busca dum largo consenso entre todos que se preocupam com a defesa da vida e da liberdade, a salvaguarda da verdade e o bem da família, a solidariedade com os desfavorecidos e a permanente busca necessária do bem comum. Os cristãos não ambicionam a hegemonia política ou cultural mas, mas qual for a sua área de actuação, são movidos pela certeza que Cristo é a pedra angular de qualquer estrutura humana (Cf. Congregação para a Doutrina da fé, Nota doutrinal sobre algumas perguntas a respeito da participação dos católicos na vida política, 24 Novembro 2002).

Retomando o já expresso pelos meus Predecessores, eu também afirmarei que a política é um campo muito importante em que se pode exercitar a caridade. Esta chama os cristãos a um compromisso forte na cidadania, à construção da qualidade de vida nos seus países, e do mesmo modo a uma presença eficaz nas instituições e programas da comunidade internacional. Há uma necessidade de políticos autenticamente cristãos mas antes ainda de fiéis leigos que testemunhem a Cristo e ao Evangelho na comunidade civil e política.

(…) enfrentar a realidade em todas as suas vertentes, indo além de qualquer tipo do abordagem ideologicamente redutora ou sonho utópico; dar mostras de que estamos abertos ao diálogo verdadeiro e à colaboração, tendo presente que a política é também complexa arte de equilíbrio entre ideais e interesses, mas nunca esquecendo que a contribuição dos cristãos só pode ser eficaz se o conhecimento da fé se transformar em conhecimento da realidade, a chave para o julgamento e para a transformação.

(...)

Entre estes desafios está também o compromisso social e político, fundado não em ideologias ou em interesses das partes, mas antes na escolha servir o homem e o bem comum, à luz do Evangelho.

(Fonte: site da Santa Sé com tradução e adaptação a partir das versões em inglês e italiano de JPR)
publicado por spedeus às 00:05

«Dá "toda" a glória a Deus. - "Espreme" com a tua vontade, ajudado pela graça, cada uma das tuas acções, para que nelas não fique nada que cheire a humana soberba, a complacência do teu "eu".» São Josemaría Escrivá – Caminho, 784 O ‘Spe Deus’ tem evidentemente um autor que normalmente assina JPR e que caso se justifique poderá assinar com o seu nome próprio, mas como o verdadeiramente importante é Deus na sua forma Trinitária, a Virgem Santíssima, a Igreja Católica e os seus ensinamentos, optou-se pela discrição.
NUNC COEPI - Blogue sugerido para questões de formação, doutrina, reflexões e comportamento humano
http://amexiaalves-nunccoepi.blogspot.com/
subscrever feeds
links
pesquisar neste blog
 
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

blogs SAPO