«Creio para compreender e compreendo para crer melhor» (Santo Agostinho, Sermão 43, 7, 9) (Santo Agostinho, Sermão 43, 7, 9)

29
Nov 10

O contributo que a Igreja oferece para a construção de uma ordem social mais justa, a sua presença no campo das comunicações sociais e o serviço prestado aos mais necessitados: três aspectos da actividade da Igreja Católica evocados por Bento XVI ao receber, nesta segunda-feira, no Vaticano, os bispos da Conferência Episcopal das Filipinas.

 

A Igreja sente-se chamada a proclamar que o Evangelho leva consigo frutos de transformação da vida. Uma proclamação que há-de ser acompanhada pelo testemunho de vida dos seus próprios fiéis. Especial responsabilidade têm os Bispos neste anúncio da fé e das suas implicações concretas, que não podem deixar de afectar também a esfera política.


“Não é surpreendente este facto, dado que a comunidade política e a Igreja, ao mesmo tempo que são claramente distintas, por outro lado se encontram ambas ao serviço do desenvolvimento integral de cada ser humano e da sociedade como um todo”.

 

Como sublinhou o Concílio Ecuménico Vaticano II, a missão profética da Igreja exige que esta seja livre de “pregar a fé e de ensinar a sua doutrina social”, assim como de “emitir um juízo moral sobre aquelas matérias que dizem respeito à ordem pública quando estão em jogo os direitos humanos fundamentais da pessoa ou a salvação das almas”.

 

“À luz desta missão profética, recomendo à Igreja nas Filipinas que desempenhe o seu papel no apoio à vida humana desde a concepção até à sua morte natural, e na defesa da integridade do casamento e da família. Nestas áreas, vós estais promovendo verdades sobre a pessoa humana e sobre a sociedade, que provêm não só da revelação divina mas também da lei natural, uma ordem que é acessível à razão humana e assegura uma base para o diálogo e para um discernimento mais profundo da parte de todos os homens de boa vontade”.

 

Sobre o uso dos meios de comunicação, o Santo Padre sublinhou a necessidade de que a Igreja se exprima com “uma voz unificada e positiva”, de tal modo que a mensagem evangélica possa ter um impacto cada vez maior sobre a população filipina.

 

Finalmente, uma referência do Papa ao empenho da Igreja nas questões económicas e sociais, em particular no que diz respeito aos mais pobres e desfavorecidos da sociedade, até porque – advertiu – são “muitos os vossos concidadãos a braços com o desemprego, privados de educação adequada e de serviços de base”, razão por que são da máxima importância (disse) “os vossos pronunciamentos proféticos e a vossa acção caritativa”.

 

(Fonte: site Rádio Vaticano)

publicado por spedeus às 20:59

«Dá "toda" a glória a Deus. - "Espreme" com a tua vontade, ajudado pela graça, cada uma das tuas acções, para que nelas não fique nada que cheire a humana soberba, a complacência do teu "eu".» São Josemaría Escrivá – Caminho, 784 O ‘Spe Deus’ tem evidentemente um autor que normalmente assina JPR e que caso se justifique poderá assinar com o seu nome próprio, mas como o verdadeiramente importante é Deus na sua forma Trinitária, a Virgem Santíssima, a Igreja Católica e os seus ensinamentos, optou-se pela discrição.
NUNC COEPI - Blogue sugerido para questões de formação, doutrina, reflexões e comportamento humano
http://amexiaalves-nunccoepi.blogspot.com/
subscrever feeds
links
pesquisar neste blog
 
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

blogs SAPO