«Creio para compreender e compreendo para crer melhor» (Santo Agostinho, Sermão 43, 7, 9) (Santo Agostinho, Sermão 43, 7, 9)

30
Jun 08
Efésios (1)

A tradição cristã reconheceu São Paulo como autor da carta aos Efésios. Não obstante, desde meados do século XIX alguns exegetas puseram em dúvida a autenticidade paulina de toda a epístola, ou de parte dela. Os motivos destas dúvidas fundamentaram-nos em razões semelhantes às que resumimos ao falar de Colossenses. Estes argumentos contra a autenticidade paulina, total ou parcial, não parecem ter, pelo menos por agora, suficiente peso diante da atribuição tradicional e as considerações das características doutrinais e literárias da carta, que advogam por São Paulo como autor de todo o texto da carta.
Efésios marca um ponto culminante no itinerário espiritual e doutrinal de São Paulo, no que diz respeito ao mistério de Cristo, da obra da Redenção e da teologia da Igreja. Escrita certamente por fins do ano 62, ou princípio do ano 63, é como uma segunda redacção, naturalmente muito livre, da carta aos Colossenses, escrita poucos meses antes. Na verdade, Efésios trata aproximadamente dos mesmos temas, mas com maior amplitude, profundidade e serenidade. Foi igualmente a chamada «crise de Colossas» a circunstância externa que levou o Apóstolo a escrever também esta outra carta, dirigida às Igrejas da zona costeira ocidental da Ásia Menor, cuja cidade principal era Efeso, para evitar qualquer contágio da confusão doutrinal apreciada em Colossas. Segundo se pode coligir do conjunto de dados bíblico e extrabíblicos que possuímos, Paulo enfrenta-se com doutrinas que deviam propor que o governo do universo está regido por poderes intermédios entre Deus e os homens que, cada um segundo a sua categoria, intervêm também na história humana. Perante tais elucubrações gnóstico-helenísticas, São Paulo expõe, de várias maneiras e em diversos passos, que Cristo Jesus é a cabeça de todos os seres, tanto celestes como terrestres; o Seu senhorio é absoluto e Ele é o Salvador de todos; nenhuma realidade existente pode subtrair-se ao Senhorio de Jesus Cristo.

(continua)

(Bíblia Sagrada anotada pela Faculdade de Teologia da Universidade de Navarra – Volume II, edição em língua portuguesa – Edições Theologica – Braga – As Epístolas de São Paulo – pág. 443/444) Continua
publicado por spedeus às 00:00

«Dá "toda" a glória a Deus. - "Espreme" com a tua vontade, ajudado pela graça, cada uma das tuas acções, para que nelas não fique nada que cheire a humana soberba, a complacência do teu "eu".» São Josemaría Escrivá – Caminho, 784 O ‘Spe Deus’ tem evidentemente um autor que normalmente assina JPR e que caso se justifique poderá assinar com o seu nome próprio, mas como o verdadeiramente importante é Deus na sua forma Trinitária, a Virgem Santíssima, a Igreja Católica e os seus ensinamentos, optou-se pela discrição.
NUNC COEPI - Blogue sugerido para questões de formação, doutrina, reflexões e comportamento humano
http://amexiaalves-nunccoepi.blogspot.com/
subscrever feeds
links
pesquisar neste blog
 
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

blogs SAPO