«Creio para compreender e compreendo para crer melhor» (Santo Agostinho, Sermão 43, 7, 9) (Santo Agostinho, Sermão 43, 7, 9)

22
Out 08

Cristo não é um “princípio abstracto”, mas uma pessoa. É o “princípio para compreender o mundo”, mas também “uma pessoa que me amou, com a qual posso falar, que me escuta”. Afirmações do Santo Padre, nesta quarta-feira, na Praça de São Pedro, perante umas vinte mil pessoas, ilustrando os princípios da Cristologia elaborada por São Paulo, sobretudo nas suas Cartas. O Apóstolo dos Gentios afirma “a centralidade de Cristo ressuscitado no mistério da salvação” - explicou Bento XVI, que se concentrou desta vez sobre dois aspectos: preexistência e incarnação.


“Para Paulo, há uma perfeita identidade salvífica entre Aquele que vive eternamente na glória e o Jesus terrestre”. “Paulo apresenta-nos Cristo como a sabedoria de Deus, o centro e cumprimento do eterno plano de salvação do Pai. O hino inserido na sua Carta aos Filipenses põe em contraste a preexistência de Cristo na forma de Deus e a sua subsequente kenose (esvaziamento) até à morte, e morte de Cruz”.

Embora sendo o critério – sublinhou o Papa Ratzinger – nunca se torna um princípio abstracto, permanece sempre a pessoa de Jesus que me amou, com o qual posso falar, que me escuta, que me responde. É este o princípio para compreender o mundo e para encontrar o caminho, na história”.

O intento de são Paulo, sobretudo nas várias Cartas – explicou o Papa – “visa sobretudo a edificação das comunidades nascentes, concentrando tudo sobre Cristo vivo e presente no meio dos seus”.

Mas escutemos as saudações dirigidas pelo Papa aos peregrinos de língua portuguesa:

"Amados peregrinos de língua portuguesa, uma saudação afectuosa para todos, especialmente para os grupos do Brasil e de Portugal:

esta peregrinação a Roma encha de luz e fortaleza o vosso testemunho cristão, para confessardes Jesus Cristo como único Salvador e Senhor da vida: fora d'Ele, não há vida, nem esperança de a ter. Com Cristo, sucesso eterno à vida que Deus vos confiou. Para cada um de vós e família, a minha Bênção!"


(Fonte: site Radio Vaticana)

publicado por spedeus às 14:07

«Dá "toda" a glória a Deus. - "Espreme" com a tua vontade, ajudado pela graça, cada uma das tuas acções, para que nelas não fique nada que cheire a humana soberba, a complacência do teu "eu".» São Josemaría Escrivá – Caminho, 784 O ‘Spe Deus’ tem evidentemente um autor que normalmente assina JPR e que caso se justifique poderá assinar com o seu nome próprio, mas como o verdadeiramente importante é Deus na sua forma Trinitária, a Virgem Santíssima, a Igreja Católica e os seus ensinamentos, optou-se pela discrição.
NUNC COEPI - Blogue sugerido para questões de formação, doutrina, reflexões e comportamento humano
http://amexiaalves-nunccoepi.blogspot.com/
subscrever feeds
links
pesquisar neste blog
 
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

blogs SAPO