«Creio para compreender e compreendo para crer melhor» (Santo Agostinho, Sermão 43, 7, 9) (Santo Agostinho, Sermão 43, 7, 9)

29
Mar 09
“Quando sou fraco, então sou forte”, esse foi o título do Congresso realizado no Ano Paulino pela Conferência Episcopal Italiana em colaboração com o Instituto “Camillianum” de Roma. Com a finalidade de “comunicar o Evangelho no mundo da fragilidade e da saúde” vozes interdisciplinares reflectiram a partir da óptica de São Paulo sobre a enfermidade e o sofrimento.

Na mesa redonda “Saúde, fragilidade e meios de comunicação”, o jornalista italiano Piero Damosso, assegurou como São Paulo hoje ensina que o princípio que deve mover o mundo é o amor e não o poder e o domínio.
 
O papel dos comunicadores católicos é de grande responsabilidade diante da sociedade, para dar a conhecer experiências valiosas, afirma Damosso.
 
O cristianismo é um grande recurso para a sociedade, acrescentou o jornalista.

“Quando não existe o princípio do amor, de uma unidade relacional na sociedade, é muito difícil alcançar grandes objectivos comunitários e sociais”. “Conseguir fazer entender, desde os nossos colegas até o grande público, que estas experiências são muito valiosas, são um recurso para a sociedade porque permitem que a sociedade tenha objectivos em comum nos âmbitos da dor e sofrimento, porque por exemplo, na relação entre um enfermo e um médico. O que existe? Somente o médico deve curar? Ou quem sabe também existe algo que o doente pode ensinar ao médico?

“É preciso que creiamos que é possível, porque as pessoas querem histórias positivas e sentem um grande interesse pela religião... creio que o cristianismo é um grande recurso para todos, porque nos ajuda a entender que no fundo o mais importante não é sonhar uma sociedade perfeita mas sim fazer o bem às pessoas próximas neste momento”.
 

(Fonte: H2O News)
publicado por spedeus às 00:02

«Dá "toda" a glória a Deus. - "Espreme" com a tua vontade, ajudado pela graça, cada uma das tuas acções, para que nelas não fique nada que cheire a humana soberba, a complacência do teu "eu".» São Josemaría Escrivá – Caminho, 784 O ‘Spe Deus’ tem evidentemente um autor que normalmente assina JPR e que caso se justifique poderá assinar com o seu nome próprio, mas como o verdadeiramente importante é Deus na sua forma Trinitária, a Virgem Santíssima, a Igreja Católica e os seus ensinamentos, optou-se pela discrição.
NUNC COEPI - Blogue sugerido para questões de formação, doutrina, reflexões e comportamento humano
http://amexiaalves-nunccoepi.blogspot.com/
subscrever feeds
links
pesquisar neste blog
 
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

blogs SAPO